Etiqueta

Notícias

ver todas

Médica de Franca fala dos cuidados com o olfato, a fala, a respiração e a audição

Publicado em: 19/05/2017
imagem post

A sensação incômoda do ouvido cheio d’água, a dor de garganta que não passa ou mesmo aquele nariz entupido que irrita. Esses são alguns sintomas que com certeza acometem muitas pessoas em diferentes épocas do ano e estão entre os tratamentos realizados por um médico otorrinolaringologista, conforme destaca a especialista na área, a médica francana Núbia de Souza Cintra.Formada pela Faculdade de Medicina de Botucatu (UNESP), membro da Sociedade Brasileira de Otorrinolaringologia e com especialização em cirurgia de cabeça e pescoço, a médica sintetiza por meio desses exemplos um pouco da atuação do otorrino que cuida de sentidos importantes do corpo: o olfato, a fala, a respiração, a audição e o equilíbrio. Núbia é conveniada pelo Regional Hospital e Maternidade e também atende pelo SUS (Sistema Único de Saúde) no AME (Ambulatório Médico de Especialidades) e no NGA (Núcleo de Gestão Assistencial) de Franca.

Segundo ela, as constantes variações de temperatura, a exposição extrema ao ar condicionado e até mesmo o uso desenfreado de descongestionantes nasais podem ser vilões ao ocasionarem problemas, muitas vezes despercebidos pelos pacientes.

Revista Etiqueta: O que de fato faz uma médica otorrinolaringologista?
Dra Núbia de Souza Cintra - O otorrinolaringologista tem basicamente a responsabilidade de tratar de doenças nas estruturas acima do pescoço, com exceção da parte neurológica e oftalmológica. Ele vai atuar em algumas das funções e sentidos do corpo humano mais importantes para uma vida saudável: o olfato, a fala, a respiração, a audição e o equilíbrio. Garantir o bom funcionamento dessas cinco funções resume com propriedade o principal objetivo da otorrinolaringologia. Alguns especialistas atuam ainda em comorbidades cervicais, câncer de cabeça e pescoço e patologias da tireóide. Em tempos nos quais a subespecialização na medicina está em alta, chega a ser uma exceção encontrar um especialista que se ocupe de tantos órgãos ao mesmo tempo, como é o otorrinolaringologista.Contudo, é pouco provável que isso venha a mudar, tal a interligação entre as estruturas.

Etiqueta: Quando um paciente deve procurar um otorrino?
Dra Núbia – Sempre! Na Medicina, tão importante quanto tratar doenças é prevenilas. Na Otorrinolaringologia, isso não é diferente. Essa é uma especialidade fértil em medidas simples que podem dar mais saúde ao seu nariz, ouvidos e garganta.

Como acontece com quase todas as funções de nosso corpo, e com muitas coisas em nossa vida de forma geral, somente damos valor a elas quando a perdemos ou deixam de funcionar corretamente. Apenas percebemos a importância de respirar bem pelo nariz, por exemplo, quando ele vive entupido (há uma máxima em otorrinolaringologia que diz "só é feliz quem respira pelo nariz"). A audição é outro bom exemplo. Ela, talvez, seja até mais importante que a visão para a socialização do indivíduo, mas damos pouca importância para sua preservação. O equilíbrio entra em foco a partir do momento que surgem as tonturas e mesmo as quedas. A voz é notada quando já não está tão melodiosa quanto antes.

Etiqueta: A quais sinais as pessoas devem ficar atentas?
Dra Núbia – Os pacientes devem se atentar principalmente aos sintomas que persistem ainda que tenha passado um tempo considerável ou algum tratamento já tenho sido realizado. Para exemplificar, temos:

- Pacientes com rouquidão há mais de duas semanas, rouquidão não associada a quadros infecciosos, pacientes tabagistas.
- Dor de garganta de longa duração, tratamento prévio sem sucesso, dificuldades de alimentação ou respiração.
- Dificuldade para ouvir e/ou interpretar o que está sendo falado, zumbido persistente, sensação de plenitude aural (ouvido entupido), secreção no ouvido.
- Alteração para sentir odores, roncos, sinais de paradas na respiração durante o sono.

Etiqueta: Como são os tratamentos?
Dra Núbia – Os tratamentos otorrinolaringológicos podem ser divididos em tratamentos clínicos ou cirúrgicos ou ainda, a associação de ambos. Em geral são tratamentos curtos quando associados a doenças agudas, pontuais. Nesse caso, a maioria ocorre dentro de alguns meses. Porém, há patologias crônicas, com necessidade de visitas periódicas, por períodos mais longos. Por exemplo, quando se trata de patologias nasais, as rinites e sinusites, os tratamentos costumam necessitar de consultas frequentes ao otorrino, que pretendem principalmente evitar as exacerbações e manter as doenças sob controle, garantindo qualidade vida ao seu paciente. Quando o assunto é tratamento medicamentoso em otorrinolaringologia, é notável a ampla possibilidade de medicações com bom perfil de segurança visando o estabelecimento da saúde sem denegrir o organismo como um todo.

Etiqueta: Na área cirúrgica, como é a atuação do otorrino?
Dra Núbia – Assim como a área de atuação do otorrinolaringologista é ampla, a área cirúrgica também compreende inúmeras cirurgias. A cirurgia mais conhecida entre a população e vinculada ao otorrino é a adenoamigdalectomia, ou seja, a cirurgia pararemoção das amígdalas e da adenóide - a popular “carne esponjosa”. Esse procedimento ocorre mais em crianças, porém vem crescendo também entre os adultos com queixas de roncos, infecções de repetição ou hálito desagradável por conta de restos alimentares nas amígdalas.O otorrino realiza ainda vários procedimentos nasais, tais como a correção de desvios do septo nasal, tratamento cirúrgico de sinusites, rinosseptoplastia (combinação da septoplastia para correção do desvio com a rinoplastia com caráter estético e funcional), cirurgias otológicas para reconstrução da membrana timpânica, para tratamento de otites crônicas e para restabelecimento de determinadas perdas auditivas. Há ainda entre os profissionais alguns que realizam procedimentos de patologias cervicais como traqueostomias, tireoidectomias e cirurgias das glândulas salivares. Independente da cirurgia, o que é possível afirmar que tendo a otorrinolaringologia um leque grande de procedimentos cirúrgicos, o profissional que o paciente procurar somente fará o procedimento o qual ele está habilitado a realizar, não proporcionando riscos desnecessários a seu paciente.

Para saber mais sobre os tratamentos de otorrinolaringologia basta procurar o consultório na Rua General Carneiro, 2268, no Centro. O telefone é o (16) 3721-6309.